Sorteio Natal 2016 já tem vencedores

2017-01-10

Decorreu no passado dia 6 de janeiro, pelas 18h nas instalações da ACIFF a eleição dos vencedores do sorteio de natal que a associação promoveu junto do Comércio de Rua para a época do natal.

Este momento contou com a presença do Presidente da Direção Carlos Moita, Vice-Presidente Nuno Lopes e o Vogal do Setor do Comércio Hugo Quaresma.

Estiveram também presentes dois agentes da Policia de Segurança Publica, da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial, da Divisão de Coimbra que fiscalizaram o sorteio.

Os vencedores apurados foram:

1.º prémio - Adriana Pereira - senha 7155 - Colorvita - Passeio Infante D. Henrique 24

2.º prémio - Maria Alice Ascenço Simões - senha 7768 - Sapatarias Quaresma - Cais da Alfandega 22

3.º prémio - Emília Ramos - senha 2919 - Lavifoz Lavandaria - Rua Cândido dos Reis, 15

Caso os prémios não sejam reclamados pelos vencedores e dando cumprimento ao regulamento, foram ainda apurados 3 suplentes:

Suplente 1.º prémio - Anabela Pinto – senha n.º 2546 – loja Lovers – Rua da Liberdade 70

Suplente 2.º prémio - Zoya Kyshmr – senha n.º 7787 – loja sapatarias Quaresma - Cais de Alfandega 22,

Suplente 3.º prémio - Liana Ramos - senha n.º 1677 – Casa Garcia – Rua da Republica, 282

Os prémios serão entregues em data anunciar pela Associação.

A ACIFF agradece a participação das empresas aderentes e de todos os que colaboraram na dinamização desta iniciativa.

Atendimento Prioritário

2016-12-05

Foi publicado no passado dia 29 de Agosto, o Decreto-lei 58/2016 que institui a obrigatoriedade, para todas as entidades públicas e privadas que prestem atendimento presencial ao público, de prestarem atendimento prioritário às pessoas com deficiência ou incapacidade, pessoas idosas, grávidas e pessoas acompanhadas de crianças de colo.

O disposto neste diploma aplica-se portanto à generalidade das empresas do Comércio e Serviços quando prestem atendimento presencial ao público.

Não se aplica às situações de atendimento presencial ao público realizado através de serviços de marcação prévia (nº3 do artigo 2º).
Não se aplica ainda a entidades prestadoras de serviços de saúde verificadas determinadas circunstâncias e a conservatórias ou outras entidades de registo (nº2 do artigo 2).

O D.L. 58/2016, no seu artigo 3º (Dever de prestar atendimento prioritário), vem definir o que se entende por cada um destes “grupos” de pessoas. Assim, para efeitos deste diploma, entende-se por:

a)«Pessoa com deficiência ou incapacidade», aquela que, por motivo de perda ou anomalia, congénita ou adquirida, de funções ou de estruturas do corpo, incluindo as funções psicológicas, apresente dificuldades específicas suscetíveis de, em conjugação com os fatores do meio, lhe limitar ou dificultar a atividade e a participação em condições de igualdade com as demais pessoas e que possua um grau de incapacidade igual ou superior a 60% reconhecido em Atestado Multiúsos;

b)«Pessoa idosa», a que tenha idade igual ou superior a 65 anos e apresente evidente alteração ou limitação das funções físicas ou mentais;[1]

c)«Pessoa acompanhada de criança de colo», aquela que se faça acompanhar de criança até aos dois anos de idade.

O diploma identifica ainda as situações de prevalência (artigo 4º), dentro dos 4 “grupos” identificados, determinando que o atendimento se fará por ordem de chegada.

A pessoa a quem for recusado atendimento prioritário pode requerer a presença da autoridade policial nos termos do nº3 do artigo 3.
Pode ainda apresentar queixa junto das entidades competentes identificadas no artigo 6º.

Este regime entra em vigor 120 dias após a data da publicação do decreto-lei em análise.

[1] Salienta-se que não basta ter 65 anos. É necessário que a pessoa apresente ainda “evidente alteração ou limitação das funções físicas ou mentais”. Trata-se de conceitos subjectivos que poderão suscitar problemas na sua aplicação.


Noticia retirada de circular da CCP - Confederação do Comercio e Serviços de Portugal.

A ACIFF disponibiliza aos seus associados o dístico a colocar nos estabelecimentos.

Mais informações junto do serviços da ACIFF

Atualização do montante das rendas

2016-10-14

O coeficiente de atualização anual dos diversos tipos de arrendamento urbano (habitação, comércio, indústria e exercício de profissão liberal) e rural para vigorar em 2017 foi fixado em 1,0054, representando um aumento de 0,54%.

Esta atualização poderá ser aplicada a contratos de arrendamento posteriores a 1990. Recorde-se que em 2016 o aumento máximo foi de 0,16%.

O aumento das rendas tem que ser comunicado aos inquilinos pelos proprietários com uma antecedência mínima de 30 dias face à data de atualização.

Aviso n.º 11562/2016 - 22 de Setembro.

Vale Incubação - Abertura de Candidaturas

2016-10-14

Esta medida pretende conceder apoios a projetos simplificados de empresas com menos de 1 ano na área do empreendedorismo através da contratação de serviços de incubação prestados por incubadoras de empresas previamente acreditadas.

O vale de incubação tem um limite máximo de 5.000 euros por empresa (incentivo não reembolsável de 75%) e permite às empresas que estão a começar instalarem-se nos centros de incubação, acesso a um conjunto de serviços de apoio.

São beneficiários desta medida as PME’s de qualquer natureza e sob qualquer forma jurídica, desde que tenha sido criada à menos de 1 ano.

A apresentação de candidaturas pode ser efetuada até 30 de dezembro de 2016 (19 horas).

Os beneficiários não podem ter projetos aprovados nas prioridades de investimento referentes à área de Inovação produtiva PME.

São suscetíveis de apoio os projetos de aquisição de serviços de incubação na área do empreendedorismo, imprescindíveis ao arranque das empresas, nomeadamente:

- Serviços de Gestão (Apoio na definição/consolidação do modelo de negócios; Acompanhamento na gestão operacional do negócio (incluindo gestão comercial, planeamento financeiro e controlo de gestão) e Tutoria e capacitação na gestão);
- Serviços de Marketing (Apoio na estruturação da estratégia de comunicação/marketing; Apoio na divulgação da atividade, produtos e serviços; Apoio na estruturação/consolidação do processo de internacionalização);
- Serviços de Assessoria Jurídica (Assessoria e apoio jurídico);
- Desenvolvimento de produtos e serviços (Apoio à digitalização de processos de negócios; Apoio à proteção/valorização de direitos de propriedade intelectual);
- Serviços de Financiamento (Apoio a candidaturas a concursos de empreendedorismo e inovação; Apoio no contacto com investidores e entidades financeiras).

Para mais informações contacte os serviços:
IEFF - Incubadora de Empresas da Figueira da Foz
Parque Industrial e Empresarial da Figueira da Foz, Rua das Acácias n.º 40 – A
3090-380 Figueira da Foz
Tel: 233 407 030
Email:geral@ieff.pt

QIPME 2020

2016-12-31

Sistema de Incentivos para PME

Consultoria e Formação para Empresários Financiada

A ACIFF – Associação Comercial e Industrial da Figueira da Foz recebeu aprovação de uma candidatura apresentada ao Programa Compete (Portugal 2020), que permitirá a participação de 18 empresas e 12 empresários, com o estatuto de PME, com vista ao aumento das capacidades competitiva e de gestão.

Para o desenvolvimento deste projeto foi aprovado um orçamento de 227.403,82 euros, sendo que a participação das empresas será financiada em 90%.
Participação de Empresas

O projeto permitirá às 18 empresas o reforço da competitividade e da capacidade de resposta no mercado global, através da sua qualificação, mediante a implementação de algumas medidas de melhoria, nomeadamente, a introdução de novos métodos ou novas filosofias de organização do trabalho, reforço das capacidades de gestão, estudos e projetos, redesenho e melhoria de layout, ações de benchmarking, diagnóstico e planeamento, melhoria das capacidades de desenvolvimento e distribuição de produtos processos e serviços.

As medidas de melhoria serão trabalhadas com o apoio de consultores e formadores especializados, devidamente credenciados, com experiência comprovada em projetos anteriores, com o envolvimento dos empresários ou gestores. No final da intervenção, pretende-se que as empresas tenham implementado novos métodos organizacionais na prática do negócio ou na organização do local de trabalho, apostando na inovação organizacional.

Participação de Empresários

Os 12 empresários beneficiarão de um curso de 75 horas de Formação em Gestão Estratégica e Operacional, com vista à capacitação em novos modelos de negócio e competências de apoio à gestão. Incidirá em áreas chave para a modernização dos estilos de liderança e de gestão, de inovação e de cooperação empresarial e será complementada com 50 horas de apoio de consultoria. No final da intervenção, espera-se a melhoria visível dos seus negócios em função de uma aplicação prática de métodos de gestão adequados ao contexto global.
Este projeto vai arrancar já no início de 2017.


Todos os empresários e PME interessados em participar deverão contactar os serviços da ACIFF, através do telefone n.º 233.401.320 ou do email formacao@aciff.pt.

ACIFF entrega prémios aos vencedores da eleição do melhor Bolo Rei

2016-12-27

A Direção da ACIFF entregou aos vencedores da eleição do melhor bolo rei tradicional da Figueira da Foz, os respectivos prémios.

Relembramos que a eleição decorreu no passado dia 11 de dezembro, no âmbito das iniciativas do Jardim do Natal, tendo sido eleito o melhor bolo rei tradicional da Figueira da Foz o da Padaria e Pastelaria Dionísio.

Foram ainda atribuídas duas menções honrosas à Padaria e Pastelaria Santa Maria e à Padaria Amizade, respectivamente.

A ACIFF agradece a colaboração de todos os envolvidos nomeadamente as pastelarias a concurso - pastelaria Tentação, pastelaria Café Nau, pastelaria Central, Pastelaria Mimosa e Pastelaria Pão Quente o Sabor da Malta.

Agradecimentos extensíveis à Câmara Municipal da Figueira da Foz e à Escola Profissional da Figueira da Foz.