Arquivo

Sessão Apresentação PDM para empresários

2017-05-16

Dia 17 maio | 18h00 |Casa do Paço

Sessão de Apresentação do PDM - Plano Diretor Municipal para empresários.

A sessão realiza-se na Caso do Paço, no largo Prof. Vítor Guerra, n.º 4 - Figueira da Foz.

Conta com a presença do Presidente da Câmara - Dr. João Ataíde e da Vereadora Eng.ª Ana Carvalho.

A moderar o tema estará o Presidente da ACIFF - Dr. Carlos Moita.

INSCRIÇÃO

Outras Noticias

Prazo entrega Relatório Único de 15 março a 16 abril

2017-02-21

A Portaria nº55/2010 de 21 de Janeiro, estipula que todas as entidades empregadoras devem proceder ao envio do Relatório Único à ACT – Autoridade para as Condições de Trabalho, por via eletrónica, durante o período compreendido entre 16 de Março a 15 de Abril do ano seguinte àquele a que respeita.

Este relatório único é composto por:
Anexo A – Quadro de Pessoal
Anexo B – Fluxo de Entrada e Saída de Trabalhadores
Anexo C – Relatório Anual da Formação Contínua
Anexo D – Relatório Anual do Serviço de Segurança e Saúde no Trabalho Anexo E – Greves

Caso pretendam o apoio dos serviços da ACIFF para o preenchimento do Relatório Único, dispomos de uma equipa técnica e multidisciplinar especializada ao ser serviço.

Contacte-nos!!

Abertura de Candidaturas - Medida Contrato Emprego

2017-02-21

Contrato emprego - O que é?

Apoio financeiro aos empregadores que celebrem contratos de trabalho sem termo ou a termo certo, por prazo igual ou superior a 12 meses, com desempregados inscritos no IEFP, com a obrigação de proporcionarem formação profissional aos trabalhadores contratados.
Tem que haver criação líquida de emprego e a manutenção do nível de emprego alcançado por via do apoio

Podem ainda ser apresentados pedidos de concessão de prémios de conversão (apoiados pela medida estimulo), pela conversão de contrato de trabalho a termo certo em contrato de trabalho sem termo.

Período de Candidaturas

O período para apresentação de candidaturas decorre entre as 09h do dia 25 de Janeiro de 2017 e as 18h00 do dia 10 de Março de 2017, mas as empresas têm de registar as ofertas de emprego em www.netemprego.gov.pt até dia 03 de Março de 2017.

Entidades Candidatas

Empresário em nome individual ou pessoa coletiva, de natureza jurídica privada, com ou sem fins lucrativos

Quem são os destinatários da medida?

Desempregados inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), numa das seguintes condições:
• Inscrito há seis meses consecutivos
• Inscrito há, pelo menos, dois meses consecutivos, com menos de 29 anos de idade ou mais de 45
• Inscrito há, pelo menos, dois meses consecutivos, sem registos de contribuições na Segurança Social nos 12 meses anteriores
• Beneficiário de prestações de desemprego ou Rendimento Social de Inserção (RSI)
• Pessoa com deficiência ou incapacidade
• Pessoa que integre família monoparental ou cujo cônjuge se encontre também em situação de desemprego (inscrito no IEFP)
• Vítima de violência doméstica
• Refugiado
• Ex-recluso e aquele que cumpra ou tenha cumprido penas não privativas de liberdade em condições de se inserir na vida ativa
• Toxicodependente em recuperação
• Pessoa que tenha concluído há menos de um ano estágio financiado pelo IEFP no âmbito de projetos reconhecidos como de interesse estratégico.

Não são elegíveis na presente medida os contratos de trabalho celebrados com desempregado que tenha frequentado um estágio financiado pelo IEFP na mesma entidade ou entidade pertencente ao mesmo grupo empresarial nos 24 meses anteriores à candidatura.

Candidaturas em www.netemprego.gov.pt

Em caso de dúvida ou se necessitar de mais esclarecimentos, contacte o Gabinete Empresa da ACIFF.

Tel: 233 401 320 | Email:aciff@aciff.pt e geaciff.carla@aciff.pt

LINHA DE CRÉDITO CAPITALIZAR

2017-02-21

€1.600 milhões para Micro e Pequenas Empresas, Fundo de Maneio, tesouraria e Investimento

Foi lançada a 16 de Janeiro de 2017 a Linha de Crédito Capitalizar, no âmbito do Programa Capitalizar, destinada a PME com montantes de financiamento por empresa entre 25 mil e 2 milhões de euros e com prazos entre 3 a 10 anos.

O spread irá oscilar entre 1,8% e os 3,7% mais Euribor a seis meses.

Estas linhas de crédito tem como objetivo apoiar investimentos de longo prazo, criar condições mais vantajosas de financiamento para Micro e Pequenas Empresas, alavancar a oferta de soluções de financiamento para investimentos em projetos com fundos comunitários, ampliar a oferta de operações de Fundo de Maneio e ainda, alargar o acesso a plafonds de crédito a todas as empresas

A Linha de Crédito Capitalizar está disponível nos balcões dos bancos protocolados e encontra-se estruturada da seguinte forma:

Linha “Micro e Pequenas Empresas”:
•Dotação: 400 milhões de euros
•Objetivo: potenciar o acesso a financiamento para investimentos em ativos e reforço de capitais para Micro e Pequenas Empresas.

Linha “Fundo de Maneio”:
•Dotação: 700 milhões de euros
•Objetivo: financiar necessidades de fundo de maneio das empresas com financiamentos de médio prazo, em alternativa ao crédito de curto prazo.

Linha “Plafond de Tesouraria”:
•Dotação: 100 milhões de euros
•Objetivo: alargar a oferta de crédito em sistema de revolving, conferindo uma maior flexibilidade à gestão corrente de tesouraria.

Linha “Investimento Geral”:
•Dotação: 100 milhões de euros.
•Objetivo: financiar investimentos em ativos com elevado prazo de recuperação.

Linha “Investimento Projetos 2020”:
•Dotação: 300 milhões de euros.
•Objetivo: alargar a oferta de crédito bancário para financiamento de projetos aprovados no âmbito do Portugal 2020, com enfoque em despesas elegíveis e outros segmentos de mercado em que a Linha de Crédito e Garantias IFD 2016-2020 possa vir a revelar-se insuficiente.

Para mais informações consulte o Documento de Divulgação em anexo.

ACIFF entrega prémios às vencedoras do Sorteio de Natal

2017-02-21

Neste Natal as compras foram no Comércio Tradicional

A ACIFF entregou esta segunda-feira, dia 23 janeiro os prémios aos vencedores do Sorteio de Natal que a associação levou a cabo como dinamização para a época de natal.

Comércio Figueira Natal 2016 foi o nome dado à iniciativa que contou com a participação de 83 lojas do Comércio Tradicional localizadas essencialmente entre o bairro novo e a zona considerada baixa.

Ao todo foram contabilizadas 15.000 senhas para o escrutínio que colocadas na tombola ditaram como vencedoras Adriana Pereira, Maria Alice Simões e Emília Ramos.
As compras feitas na Colorvita, Sapatarias Quaresma e na Lavifoz deram a oportunidade de ganhar 1750€, tendo sido este o valor que a ACIFF entregou em vales que serão agora convertidos em compras até 30 de junho, nas mesmas lojas que aderiram à iniciativa a que nos propusemos.

A Direção da ACIFF representada pelo Presidente Carlos Moita e pelo Vice-Presidente Nuno Lopes fizeram questão de agradecer a participação dos presentes mas também de todas as lojas que acreditam no desafio que a ACIFF lhes propôs.

O prémio total foi apetecível mas contemplou somente três pessoas por isso, para a 2.ª edição pretende-se ajustar a questão dos prémios de forma a contemplarmos mais pessoas e assim chegar a mais lojas, bem como outras sugestões que foram sendo dadas por comerciantes ao longo do processo em que decorreu esta iniciativa.
Os presentes na entrega de prémio tiveram ainda a oportunidade de perceber que em termos económicos este evento gerou uma faturação superior a 225.000€ em compras nos estabelecimentos aderentes no período em que decorreu o sorteio (28 de novembro a 24 de dezembro), tendo em conta a regra de 15€ por compra, face às senhas vendidas.

A Dinamização do Natal por parte da ACIFF teve um investimento a rondar os 8.500€ dos quais 5.000€ foram na promoção e legalização do sorteio em causa.

O Sorteio de Natal foi criado como forma de dinamizar a época por excelência de maior consumo do comércio que vive dias difíceis por isso o esforço tem de ter retorno, sendo fundamental que os comerciantes aderiram a estas e outras iniciativas que a ACIFF possa levar a cabo.

Da parte da ACIFF a Direção reforça a disponibilidade para aceitar ideias válidas que se possam reflectir na dinamização do setor atraindo assim mais pessoas e dando-lhes a qualidade de um atendimento personalizado que só o comércio tradicional tem.